Mas afinal, fazer bolos e doces dá dinheiro?

Vai até a próxima quinta-feira (25/07) a Fipan 2013, que para quem não conhece, é um feira de Panificação e Confeitaria, e ontem eu pude conferir as novidades do setor.

Nos outros anos eu sempre me inscrevia, mas acabava desistindo de última hora. Esse ano eu estava determinada a ir, custe o que custasse. Então fui eu, mesmo com o frio que estamos passando aqui em São Paulo. 

Algumas coisas eu já esperava ver, dentre elas aquela que é a mais pop do momento : renda de açúcar. Mas tirando isso, confesso que não esperava ver muita coisa nova…

Mas chegando lá, a minha surpresa: muitos produtos até já bem conhecidos no mercado, mas com aplicações que eu nunca tinha visto. Quem acompanha o instagram ou mesmo no facebook pode ver, como não pensamos nisso antes não é mesmo? Muita, mas muita coisa bacana. Aguardem que vou montar vááários tutoriais baseados nas produções que vi por lá.

FIPAN01

Fipan 2013 – Stand ArtCake

Mas saindo de lá, uma questão que vez ou outra eu me faço e vejo muitas pessoas fazendo também é: será que o pequeno negócio (aquelas das boleiras e doceiras e não as docerias e padarias), realmente dá dinheiro? Afinal, tem muita gente por aí que fala: ahh mas fazer bolos e doces dá um lucro danado, você só precisa de farinha, ovos e leite condensado e vende por 2, 3 vezes o que gasta.

Agora vocês vejam, eu ontem fui no frio à feira me atualizar, e… gastar. E como as Cake Designers gastam: livros e livros, cursos, cortadores que não acabam mais, estecas e mais estecas, silicone de tudo quanto é tipo, e sem falar nos bicos de confeitar, afff e aja coisa diferente para ter tanto bico. E isso sem falar das novidades que ultimamente vem vindo cada vez mais caras…

Mas ao mesmo tempo, o que vemos à respeito de gestão de negócio? Quais as ferramentas para controlar os custos, as despesas, o que realmente é lucro? Quantos que trabalham com isso tem um controle de cliente? Eu me lembro da época que eu recebia encomendas, simplesmente não sabia aplicar o conhecimento que eu tinha da faculdade de Administração, era tudo muito diferente da realidade de um pequeno negócio. Talvez  o que tenha sentido menos dificuldade, fosse o atendimento ao cliente, mas mesmo assim tive que adaptar muita coisa… 

Fipan 2013 - Stand Arcolor

Fipan 2013 – Stand Arcolor

Só depois de muitos tropeços e “bordoadas”, é que consegui entender um pouco melhor tudo, identificar onde eu gastava mais, o que eu gostaria de fazer e o que realmente o cliente queria pagar…

Para aqueles que não estão entendendo aonde eu quero chegar: será que precisamos mesmo de tanto material? O nosso cliente vai pagar por isso? Ou melhor, será que sabemos vender as novidades???

São perguntas que eu me faço : Onde mais o “bicho pega” no que diz respeito ao mercado de decoração de bolos? A mesma pergunta eu faço para quem vende doces, brigadeiros gourmet, etc…

 

 

EmpreendenDoces
Post Anterior
Próximo Post

Veja também